Militarização do Clima e do Ambiente

Com o agudizar das crises ambientais e climática, a pulsão para a militarização de quaisquer soluções é crescente: desde a intervenção das forças armadas para o controlo das populações até à utilização das crises ambientais como arma, os planos de “segurança climática” articulam exércitos, empresas e grupos políticos para um futuro autoritário em que a justiça social seja apagada. Em plano de fundo, o lobby nuclear sempre presente.

em Desmantelando a falácia do Capitalismo Verde

24 de Novembro, Sábado, 18h00

Oradoras/es

Kolya Abramsky

Juan Tortosajuantortosa

Juan Tortosa é activista pela Justiça Climática e membro da rede internacional do Comité para a Anulação de dívidas ilegítimas (CADTM). Ecossocialista e ecofeminista. Fundador dos Encontros Ecossocialistas Internacionais. Coordenador do Groupe écosocialiste de solidarité (Suíça).

Javier Andaluz (Ecologistas em Acção, Espanha)

javierJavier Andaluz é licenciado em Ciências Ambientais da Universidade de Salamanca e especialista em Direitos Humanos. Ele é actualmente responsável de alterações climáticas nos Ecologistas em Acção.

Yolanda Picazo (Movimento Ibérico Antinuclear, Espanha)

Yolanda Picazo é yolandatécnica de supervisão de instalações radioactivas pelo CIEMAT, activista antinuclear forjada na Plataforma contra o cemitério nuclear em Cuenca contra o Armazenamento Temporário Centralizado, ATC. Faz parte do grupo fundador do movimento antinuclear Ibérico e da rede ecofeminista. Activista contra os despejos forçados e pertence à Plataforma para um Novo Modelo de Energia em Madrid.

Moderador: Hugo Mota (Climáximo, Portugal)