Abordagens Indígenas e Ocidentais para a Regeneração de Ecossistemas, Sociedade e Ser Humano

Sabemos que a mera “sustentabilidade” não será suficiente para confrontar apropriadamente as alterações climáticas, o colapso de ecossistemas e a extinção das espécies. Embora seja necessário desmistificar a ilusão do “crescimento verde” e do “desenvolvimento sustentável”, esta sessão irá focar-se no potencial para a construção de uma sociedade regenerativa – uma mudança de sistema, da exploração da natureza para a cooperação com ela. Explorando filosofias e práticas regenerativas tanto em antigas tradições indígenas como em abordagens modernas ocidentais, os oradores partilharão sobre a sua experiência em restauração de ciclos hidrológicos, ecossistemas e comunidades, e sobre a construção de movimentos para mudanças sociais eficazes.

25 de Novembro, Domingo, 10h00

Oradoras/es

LaDonna Bravebull Allard (Lakota, EUA)

LadonnaLaDonna Bravebull Allard: historiadora, anciã e avó Lakota; iniciou o primeiro campo de resistência contra o oleoduto Dakota Access, que deu origem aos protestos de Standing Rock nos EUA. e o movimento global de “protetores de água”.

Teena Pugliese (Standing Rock, EUA)

teenaTeena é uma cineasta e activista digital que actualmente vive na Reserva Standing Rock, no Dakota do Norte. Em 2016, ela viajou para lá para ajudar a criar conteúdo para parar o Dakota Access Pipeline. Ela co-produziu, editou e filmou conteúdo para Awake: A Dream From Standing Rock, um documentário actualmente na Netflix sobre o movimento NODAPL. Viaja pela Turtle Island (EUA) e ao redor do mundo criando conteúdo sobre importantes questões indígenas que constantemente fogem aos mediatradicionais. Ela agora ensina os jovens de Standing Rock, orientando-os sobre como contar suas próprias histórias e filmar, editar, produzir conteúdo que ajudará a mudar a narrativa do território nativo.

Elizabeth Peredo Beltrán

elizabeth.peredoElizabeth Peredo Beltrán, psicóloga social, investigadora, escritora e activista da Bolívia. O foco do seu trabalho é a água como bem comum, ambiental e cultural.

Marina Nobre

MarinaMarina Nobre é coordenadora de projectos. Graduada em Medicina Tradicional Chinesa, trabalha na área agro-florestal e é co-fundadora de “Reflorestar Portugal”.

Martin Winiecki (Tamera, Portugal)

MartinMartin Winiecki, activista, escritor e networker, coordena o Instituto para o Trabalho de Paz Global, em Tamera, e é facilitador da Aliança “Defend the Sacred”.